Now Playing Tracks

Perdido na sombra das estantes, quase caio da escada. Estou exatamente no meio do caminho. O chão da livraria esta bem longe de mim, a superfície de um planeta que deixei para trás. O topo das estantes está bem próximo, e é escuro por lá. Os livros estão bem apertados uns contra os outros e não deixam a luz passar. O ar também poderia ser mais leve.
A Livraria 24 Horas do Mr. Penumbra (Robin Sloan)

Posso ser considerada estranha, sim posso claro. Porém, não admito ser julgada anormal! sou normal na minha medida. meus pensamentos são confusos e não  consigo demonstrar a realidade do que sinto, mas, jamais um dia deixei de lado minha expectativas perante o mundo.

A vida não faz sentido

Depois de um tempo é estranho pensar que ainda sou capaz de amar alguém. Chega a ser difícil de sair da minha boca palavras como -“Ei, eu te amo viu” ou então -“Você é a única razão pela qual eu vivo”. também é estranho admitir que certas coisas aconteçam, o costume da solidão virou vicio e acabo me isolando do mundo por nojo - ou algo assim - da população. As vezes penso, mas será que eu consigo fazer isto… Porém logo me vem a mente a imagem da pessoa que deixa a minha vida bem, meus momentos felizes e a vida com um pouco mais de graça. A final, será esse  sentido da vida não?

A Vontade de Unir

Você e eu,O pôr do Sol amigo Cuidadoso e faceiro,Nos olhando.

Você e eu, O brilho no olhar Revelador do fundo Este mais íntimo da alma.

Você e eu, Num abraço eterno Sozinhos no espaço Sendo o vácuo

Você e eu O silêncio surdo ecoa E logo se quebra No som das pegadas

Eu e você Separados no susto O pôr-do-sol vira noite E o encanto se esvai co ele…

Joguei uma pedra na beira da estrada…

Não sabia quem era mais só: a pedra ou eu!

Jamais soube porque a vida nos faz tanto mal, 

até perceber que não é a vida que nos faz mal, e sim as pessoas que a usam.

To Tumblr, Love Pixel Union